Mais de 300 advogados, especialmente tributaristas, estão sendo esperados para o XV Congresso de Direito Tributário em Questão, de 1 a 3 de julho, no Hotel Serra Azul, em Gramado, organizado pela Fundação Escola Superior de Direito Tributário (Fesdt). De acordo com o presidente da Fesdt, José Umberto Braccini Bastos, nomes consagrados da comunidade jurídica regional, nacional e internacional vão discutir questões relevantes, como tributação internacional e a repatriação de valores autorizada pelo governo brasileiro, a nova tributação do e-commerce, a substituição tributária, o novo Código de Processo Civil (CPC) e os 50 anos do Código Tributário Nacional. Na sessão solene de abertura, dia 1, haverá homenagem à advogada, consultora e professora de Direito pernambucana Mary Elbe Queiroz, que falará sobre o papel do sistema tributário na crise.

Vinho caro

Por falar em vinho, todo mundo sabe que vinho bom, em qualquer parte do mundo, é caro. Mas a turma dos Châteaux está exagerando um pouco. Olhem a tabela que acabo de receber sobre alguns da safra 1980: Le Pin, US$ 2.035; Petrus, US$ 1.921; Lafleur, US$ 447; Lafite Rothschild, 432; Ausone, US$ 354; Mouton-Rothschild, US$ 315; e Margaux, US$ 302. Os norte-americanos não chegam lá, mas também estão vendendo caro alguns vinhos da Califórnia, como o Screaming Eagle, US$ 1.845 e o Sine Qua Non, US$ 774.

Miolo 43

O lançamento da safra 2012 do vinho Lote 43, o ícone da Miolo, terá uma degustação que vai aumentar a importância do evento. O enólogo Adriano Miolo, superintendente do Miolo Wine Group, vai coordenar uma degustação vertical do Lote 43 com as safras 2004, 2005, 2008 e 2011. Estes vinhos só foram produzidos nessas safras, porque elas foram excepcionais em qualidade. Será dia 7, no restaurante 72 IN. Ainda não sei o preço do safra 2012, mas as anteriores andam em torno dos R$ 150,00.

Imóveis

Porto Alegre foi a única capital das regiões Sul e Sudeste que registrou aumento de preço dos imóveis em maio sobre abril. De acordo com a medição do Properati-Hiperdados, portal imobiliário e plataforma de dados que trabalham com 1 milhão de imóveis, em Porto Alegre, o preço médio subiu 0,19%. Em conversa com o vice-presidente do Sinduscon-RS, Mauro Touguinha, ele confirmou que o mercado imobiliário de Porto Alegre está equilibrado entre oferta e procura, mantendo-se os preços estabilizados. Em sua opinião, daqui para a frente, eles vão aumentar mais, diante da demanda persistente e da diminuição da oferta, por falta de lançamentos.

Energia elétrica

O Rio Grande do Sul (e o Brasil) só estão preparados para atender à demanda de energia elétrica porque vivem momento de retração econômica. Caso contrário, haveria dificuldade de abastecimento. Foi o que disse o secretário estadual de Minas e Energia, Lucas Redecker, em almoço da Associação Comercial, Industrial e Serviços de Esteio, sexta-feira. Chamou a atenção para a geração de energias renováveis, em residências e pequenas indústrias no Estado, que passou de 100 unidades para 397 desde que houve isenção do ICMS, no início deste mês. Além de a importação de equipamentos ter sido liberada, já há fabricantes em Porto Alegre, Rio Grande e Bento Gonçalves.

Danilo Ucha

Painel Econômico

Fonte : Jornal do Comércio

Compartilhe!