Decidido a permanecer no campo e a trabalhar com o pai na roça, Anderson José Sozzeki, 27 anos, financiou um trator novo, através do Mais Alimentos, uma das linhas de crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) destinada à infraestrutura.

Com o valor de R$ 62 mil do financiamento, Anderson comprou um trator moderno para o cultivo de hortaliças orgânicas na propriedade do pai, de oito hectares, localizada no município paranaense de Tijuca do Sul. Na propriedade são cultivadas alface americana, brócolis e couve-flor. Por semana, são colhidas, em média, 1.500 unidades dos vegetais, que são repassados a um revendedor.

O empréstimo de Anderson será pago no prazo de 10 anos. Para o jovem agricultor, o investimento no equipamento valeu a pena. “Tínhamos um trator velho, com pouca tração. O novo melhorou o cultivo na lavoura e contribuiu para aumentar a nossa renda”, conta.

“Quero viver sempre no campo”

Anderson é casado e tem uma filha de dois anos. No início da vida adulta, ele morou na cidade para estudar, mas não se adaptou ao cotidiano urbano. Nesse período, chegou a trabalhar, sem carteira assinada, como auxiliar de produção.

“Na cidade tudo é mais complicado e o custo de vida é muito alto. Prefiro o sossego e a qualidade de vida no campo. Além do mais, aqui eu sou o meu patrão. Quero viver para sempre no campo”, afirma.

Feliz com as suas escolhas, Anderson espera que a filha também siga o legado da família, permanecendo e investindo no meio rural.

Flavia Dias /Ascom

Secretaria Especial de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário

Albino Oliveira / Ascom

Fonte : MDA

Compartilhe!