Segundo a Tendências Consultoria, recomposição de estoques no país não deve ocorrer no próximo, o que deve manter a cotação do grão valorizada

Os preços do milho vão continuar em patamares altos até 2017, projeta a Tendências Consultoria. Na avaliação da analista de mercado Amaryllis Romano, a recomposição dos estoques pode começar no próximo ano, mas não o suficiente para derrubar os preços a patamares antes da crise do milho.

“Este ano nós vamos passar com os armazéns vazios e uma recomposição de estoques pressupõe uma primeira safra muito boa e a segunda safra boa também. Ainda é cedo prever”, avalia.

Para se ter uma ideia do atual patamar de preços, de um ano para cá, o valor da saca de milho de 60kg em Campinas, segundo o Cepea, era de R$ 24,49 em 22 de junho de 2015. Na cotação desta quarta, dia 22, a saca está valendo R$ 44,06, quase o dobro. O pico de preço do milho ocorreu no dia 1º de junho deste ano, com a saca custando R$ 53,36.

“Neste momento eu acredito que nós estamos vendo uma acomodação de preços por causa do auge da entrada segunda safra de milho, podemos ver uma queda mais acentuada no Centro-Oeste. Mas é uma acomodação em um patamar muito elevado”, explica Amaryllis.

Fonte : Canal Rural

Compartilhe!