Fonte:Pedro Revillion/Palácio Piratini

À espera do relatório de área nos Estados Unidos, soja e milho têm dia de baixa no mercado internacional

 

O milho vem acumulando seguidas quedas no mercado internacional. Após uma baixa de mais de 12% na última semana, o grão agora saiu do patamar de US$ 4,00 por bushel em todos os contratos. É o menor patamar em um mês.

O que motivou a queda na Bolsa de Chicago foram as previsões de clima úmido na principal área produtora dos Estados Unidos, além do relatório de área que será divulgado nesta quinta, dia 30, pelo Departamento de Agricultura do país (USDA).

No mercado brasileiro de milho, dia de preços estáveis, com ritmo lento na comercialização. A evolução da colheita da safrinha e o dólar em baixa estão pressionando para baixo as cotações. Com a moeda americana caindo tanto, a exportação fica praticamente inviabilizada.

Milho na Bolsa de Chicago (CBOT) (US$ por bushel)
Julho/16: 3,72 (-12,50 centavos)
Março/17: 3,90 (-10,50 centavos)

Milho no mercado físico (R$ por saca de 60 kg)
Rio Grande do Sul: 55,00
Paraná: 40,00
Campinas-SP: 43,00
Mato Grosso: 27,00-30,00
Porto de Santos-SP: 37,50
Porto de Paranaguá-PR: 35,50

Soja

No mercado físico brasileiro, a soja registrou preços mais fracos no dia de hoje, segundo a consultoria Safras & Mercado. Duas notícias negativas travaram os negócios: a forte queda do dólar frente ao real, superior a 2%, e a queda nas cotações do grão na Bolsa de Mercadorias de Chicago.

A desvalorização em Chicago foi motivada por realização de lucros após dois dias de altas, com alta acumulada de 30 centavos. Outra notícia é que os Estados Unidos devem ter a maior área plantada com a oleaginosa da história, conforme relatado no Blog da Kellen Severo.

Soja na Bolsa de Chicago (CBOT) (US$ por bushel)
Julho/16: 11,44 (-6,00 centavos)
Novembro/16: 11,12 (-7,75 centavos)

Soja no mercado físico (R$ por saca de 60 kg)
Passo Fundo-RS: 87,00
Cascavel-PR: 85,50
Rondonópolis-MT: 81,50
Dourados-MS: 81,00
Porto de Paranaguá-PR: 92,00
Porto de Rio Grande-RS: 90,50

Café

A Bolsa de Mercadorias de Nova York (Ice Futures US) para o café arábica encerrou as operações da quarta-feira com preços mais altos. O mercado deu sequência aos ganhos do dia anterior, diante de fatores técnicos e escorado no cenário macroeconômico mais positivo.

Café em Nova York (centavos por libra-peso)
Julho/16: 142,85 (+3,95 pontos)
Dezembro/16: 147,20 (+3,95 pontos

Rikardy Tooge, com informações de Safras&Mercado

Fonte : Canal Rural

Compartilhe!