A 6ª turma do STJ considerou decisão “primou por um conteúdo estereotipado e genérico”.

Compartilhe!