Grupo de elite irá prevenir e combater situações que ameacem lavouras e rebanhos e terá  628 fiscais agropecuários federais, estaduais e municipais, entre médicos veterinários e engenheiros agrônomos

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Impeachment: Kátia Abreu fala em defesa de Dilma no Senado
Impeachment: Kátia Abreu diz que acusações no processo são infundadas
A presidente Dilma Rousseff e a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Kátia Abreu, assinaram, nesta quarta, dia 4, o decreto que institui a Força Nacional do Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária (FN-Suasa). O grupo de elite será formado por fiscais agropecuários para executar medidas de prevenção, vigilância, assistência e controle de situações de risco epidemiológico e de desastres fitossanitários e zoossanitários que ameacem lavouras e rebanhos.

“Em qualquer foco, evento e ameaça nos estados ou na fronteira com outros países, a Força Nacional poderá agir rapidamente, com metodologias e critérios, para que possamos ter confiança em toda parte do mundo”, disse a ministra Kátia Abreu.

A FN-Suasa será articulada por entidades públicas e privadas, coordenada pela Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), tendo como instâncias intermediárias as agências estaduais de defesa agropecuária dos estados e do Distrito Federal.

“Temos que estar muito bem preparados para defender nossa produção agropecuária da forma mais valente possível. E para isso contamos com todos os servidores do ministério”, ressaltou a ministra.
 
O grupo terá 628 fiscais agropecuários federais, estaduais e municipais, entre médicos veterinários e engenheiros agrônomos. Desse total, 270 são do quadro do ministério. Eles receberão equipamento, coletes e uniformes.
 
“A criação de uma força nacional eleva o nível da importância estratégica para a atividade da agricultura e pecuária nacional”, afirmou o secretário de Defesa Agropecuária do Mapa, Luís Rangel.

A iniciativa faz parte do Plano de Defesa Agropecuária 2015-2020, apresentado pelo Mapa em maio de 2015.

Suelen Farias/Canal Rural

Fonte: Canal Rural

Compartilhe!