MPT-RS diz que um homem carrega 100t/dia nas costas
NOEL CELIS
O assunto é tão polêmico que resolvemos dedicar a abertura da coluna a ele. Em abril, publicamos nota do Ministério Público do Trabalho no Rio Grande do Sul (MPT-RS) sobre as condições de trabalho nas arrozeiras gaúchas, informando que um trabalhador chegava a carregar 100 toneladas/dia de arroz nos ombros. O leitor Bruno Pedro Rech manifestou sua descrença, dizendo ser impossível, concordamos com ele e publicamos sua alegação. A Assessoria de Comunicação do MPT-RS mandou nota informando ter errado no número e publicamos. Agora, a Ascom do MPT-RS manda outra nota reconfirmando: “O valor é este mesmo, os empregados chegam a carregar 100t/dia, quando a legislação brasileira permite o máximo de 10t/dia por trabalhador”. Continuamos achando impossível e fizemos uma conta diferente: 100 mil quilos (100 t), divididos por 50 kg (a saca de arroz), indica que cada trabalhador, trabalhando 8 h/dia, transporta 2 mil sacos/dia, ou seja, 250 sacos/hora, 4,16 sacos por minuto. É muita coisa para um homem só! A polêmica está aberta.
CAR

Ainda está definido para o dia 5 (amanhã) o encerramento do prazo para realização do Cadastro Ambiental Rural (CAR). Os produtores gaúchos da Metade Sul são os que menos aderiram até agora. Quem não o fizer terá problemas com o crédito agrícola.
Neugebauer

A gaúcha Neugebauer confirmou participação na feira Apas 2016, em São Paulo, a maior supermercadista do Brasil e uma das maiores do mundo. Quer ampliar o faturamento da empresa em 20%, em relação a 2015, segundo o presidente Ricardo Vontobel, buscando novos mercados no centro do País e novas oportunidades de exportação de seus chocolates.
Superintendente

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Kátia Abreu, está batendo um recorde em matéria de nomeação de superintendentes para a Delegacia Regional da Agricultura no Rio Grande do Sul. Em três meses, nomeou três. O Diário Oficial da União publicou, ontem, a nomeação de João Batista Jornada da Jornada, que era superintendente no Amazonas. O atual superintendente, que nem chegou a ser empossado, Flávio Zacher, ainda não teve a exoneração publicada no Diário Oficial da União. “É muito desmando, parece piada”, diz Consuelo Paixão Côrtes, do Sindicato Nacional dos Fiscais Federais Agropecuários no RS.
Soja

Sabíamos que existia a Abertura Oficial da Colheita da Soja. Agora, há também o Encerramento Oficial da Colheita da Soja. Foi na sexta-feira passada, em Santa Rosa, na abertura da 21ª Feira Nacional da Soja, que irá até o dia 8.
Problemas do vento

As medidas a serem adotadas nos projetos e especificações em fachadas de edifícios para prevenir danos provocados por ventos de alta velocidade serão debatidas pelo Sinduscon-RS, amanhã, às 14h, em sua sede. O evento está sendo promovido tendo em vista situações como as decorrentes da tempestade que atingiu Porto Alegre no dia 29 de janeiro, quando a velocidade dos ventos elevou-se a 120 km/h. “Além da queda de árvores e danos nas redes de energia elétrica, houve grande impacto, também, sobre as edificações, incluindo a ruptura de componentes de fachadas como esquadrias, painéis de vidro, placas de pedras e revestimentos de alumínio composto”, explica o vice-presidente do Sinduscon-RS e coordenador da Comissão de Materiais, engenheiro José Luiz Lomando. O encontro reunirá especialistas locais e de outros estados para discutir com projetistas e construtores medidas a serem tomadas nos projetos e especificações em fachadas de edifícios para reduzir os riscos de danos materiais aos usuários e transeuntes em situações similares.

   

Danilo Ucha

Painel Econômico

Fonte : Jornal do comércio

Compartilhe!