Se Tesouro não cobrir a CDE, preço da energia vai aumentar no País

Se Tesouro não cobrir a CDE, preço da energia vai aumentar no País

GABRIELA DI BELLA/ARQUIVO/JC

A presidente Dilma Rousseff vai deixar mais uma herança ruim aos brasileiros. Os consumidores de energia elétrica, isto é, todos nós, devem ficar atentos a uma possível nova conta que o governo federal vai somar ao que pagamos todo o mês. Mais de 60 empresas produtoras e distribuidoras de energia elétrica ganharam ações na Justiça para não pagar a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), o fundo que banca os subsídios do setor elétrico. Se o Tesouro Público não assumir a despesa, o que é quase certo, diante da falta de dinheiro no governo federal, e que já chega a R$ 6 bilhões, ela cairá na conta de luz dos consumidores domésticos.

Profissionais

O presidente da Confederação Nacional das Profissões Liberais (CNPL), o gaúcho Carlos Alberto Schmitt de Azevedo, participou, em Brasília, de encontro de lideranças sindicais com o vice-presidente Michel Temer (PMDB). Foi entregue um documento intitulado O Brasil que queremos, contendo propostas de medidas que proporcionem a retomada do crescimento econômico e da geração de empregos.

Gambrinus

O bar e restaurante Gambrinus, do Mercado Público de Porto Alegre, o mais antigo da cidade, fundado em 1889, foi uma das empresas gaúchas selecionadas pelo Sebrae-RS para participar da NRA Show Chicago, dia 19 de maio, um dos maiores encontros internacionais de alimentação e gastronomia. Na edição de 2015, segundo a Associação Nacional dos Restaurantes dos Estados Unidos, o evento registrou 63 mil visitantes de diversos países. Segundo o sócio-gerente do Gambrinus, João Alberto Cruz de Melo, a participação objetiva a observação dos mais recentes avanços internacionais na área de alimentação e gastronomia que possam ser aproveitados no restaurante.

Moderno e sustentável

A incorporadora Ledcon estreou no mercado das construções do Rio Grande do Sul com o pé direito. O primeiro empreendimento da empresa, o Pateo Augusta, já está completamente capitalizado. A empresa obteve todo o capital necessário para concluir as obras antes da finalização do projeto. A Ledcon é formada por três empresários: Eduardo Oliveira, proprietário da Erro Engenharia; Leandro da Silva, especialista em concreto e patologia da construção; e Douglas Tiede, dono das empresas Gestão Associados e PSE Consultoria. O Pateo Augusta, no bairro Menino Deus, tem previsão de entrega para março de 2019. A concepção e gestão do lançamento é da 2Day Consultoria.

Segurança no cais

Durante a reunião-almoço Tá na Mesa, da Federasul, o superintendente da Superintendência de Portos e Hidrovias (SPH), Luiz Alcides Capoani, foi questionado sobre o fato de o governo do Estado ter assumido, no final de abril, a segurança do Cais Mauá, que antes era paga pela Cais Mauá do Brasil (empresa que promete conduzir o processo de revitalização do espaço). O dirigente explicou que a medida foi tomada para proteger uma embarcação que atracou no cais. Capoani diz que são apenas rumores as informações que apontam que a Cais Mauá não retomará a responsabilidade sobre a segurança do local.

Pedágios, o retorno

O governador Antonio Britto (PMDB, 1995-98) concedeu pedágios por 15 anos (1998-2013) e foi muito criticado. O governador José Ivo Sartori (PMDB), agora, concedeu pedágios por 30 anos – 2016 a 2046. O comentário era imperdível, mas somos a favor da medida, por ser a única maneira de ter estradas boas e transitáveis. Mas deve haver fiscalização para que as obras sejam executadas mesmo!

Danilo Ucha

Painel Econômico

Fonte : Jornal do Comércio

Compartilhe!