TRF da 1ª região considerou ilegal a destituição.

Compartilhe!