Ministro Lewandowski considerou que a conclamação da população para o evento da forma como consta na peça publicitária “não ofende preceito constitucional”.

Compartilhe!