Ministro não identificou abuso na notícia.

Compartilhe!