Puxadas por soja, carnes e produtos, as exportações do agronegócio brasileiro renderam US$ 8,076 bilhões em abril, conforme dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex/Mdic) compilados pelo Ministério da Agricultura. Em relação ao mesmo mês de 2015, houve um aumento de 14,3%. Ainda prejudicadas pelo câmbio e por um mercado doméstico mais restrito, as importações do agronegócio caíram 12,9% na comparação, para US$ 972,6 milhões. Assim, o superávit setorial subiu 19,4%, para US$ 7,103 bilhões.

Conforme o ministério, as exportações de soja e derivados alcançaram US$ 4,044 bilhões no mês passado, 30,6% mais que em abril de 2015. “No complexo soja, o volume embarcado chegou a 11,6 milhões de toneladas, um recorde para meses de abril. Em nenhum mês de abril de toda a série histórica (1997 a 2016), as exportações do setor ultrapassaram 10 milhões de toneladas”, diz, em comunicado, a secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio do ministério, Tatiana Palermo.

Com o incremento de abril, as exportações do setor somaram US$ 28,103 bilhões no primeiro quadrimestre, 10,2% mais que em igual intervalo de 2015. As importações recuaram 19,5%, para US$ 4,003 bilhões, e o superávit cresceu 17,4%, para US$ 24,099 bilhões. O complexo soja também puxou os embarques do setor no primeiro quadrimestre. Houve aumento de 28,3%, para US$ 9,174 bilhões.

Por Fernando Lopes | De São Paulo

Fonte:  Valor

Compartilhe!